iPod School
iPod School

WhatsApp muda os termos de serviço e política de privacidade

Caio CruzCaio Cruz

Há dois anos o Facebook anunciou a compra do WhatsApp pelo singelo valor de US$ 19 bilhões, bem como a compra do Instagram tempos depois, mas por um valor menor. O fato é que só agora a empresa de Mark Zuckerberg alterou os termos de serviço e a política de privacidade da aplicação.

O que era esperado pelos especialistas há muito tempo aconteceu e promete polêmica com seus usuários.  A privacidade parece que será algo raro para quem usa os aplicativos. De acordo com o Facebook, o WhatsApp recolherá agora informações como:

Você pode se perguntar o motivo da política, que não é novidade nos termos do Facebook, por exemplo, mas uma das razões se encaixa nos novos termos: a notificação de empresas no seu aplicativo. Eles explicam que não será invasivo ao ponto de ser Spam. Você poderá receber notificações de voos, recibos de compras e entregas de correspondência, alguns exemplos.

Nos EUA, a empresa sabendo da Operadora telefônica pode basear-se para saber a renda do usuário, e a partir daí oferecer mensagens corporativas compatíveis.

A criptografia de ponta-a-ponta também é item novo nos termos de serviço. Ou seja, a empresa se resguarda de processos como que ocorreram recentemente na justiça brasileira.

É comum o usuário conversar com alguém no WhatsApp ou curtir fotos no Instagram, e aparecer logo após no Facebook recomendações de amigos para adicionar. Podemos dizer que as ferramentas sabem muito sobre nós, e serão integrados para justamente não falhar e otimizar ainda mais coleta de dados de usuários.

O WhatsApp frisa que apesar da coleta de dados, não serão coletados suas mensagens, uma vez que a criptografia é item padrão. E caso o usuário queira desvincular o Facebook, será possível. Contudo, não há nenhuma garantia que isso ocasionará a interrupção da coleta de dados.

O que resta aos usuários é esperar as mudanças e implementações. Caso queira conhecer os novos termos de serviço e política de privacidade, clique aqui; caso queira comparar, é só acessar por esse link.