Press "Enter" to skip to content

Vender “Gato por Lebre” ainda não é coisa do passado

Bom dia queridos leitores do iPodSchool, aqui é o Gustavo Gusmão. Há muito sumido, agora retorno ao blog-mãe e à todos vocês! Após essa básica introdução, gostaria de dissertar sobre um assunto que muito me irrita e cada vez mais me deixa chateado quanto as atitudes dos brasileiros. A atitude que menciono aqui, amigos, é a de sempre querer ganhar, sem se importar com nada nem ninguém.

O fato é que, essa malícia sempre existiu, porém, com a ascensão da internet, realizá-la ficou ainda mais fácil. Alguns de nós conhece as maravilhas das muambas chinesas, que podem ser compradas por valores amigáveis e com taxa de envio, vulgo frete, gratuito. Mesmo assim, ainda há grande parcela da população brasileira que não conhece tal dádiva, e é sobre essas pessoas que tais sem escrúpulos atuam.

Há uma centena de lojas virtuais espalhadas por aí que apresentam vários produtos similares e idênticos aos vendidos nos sites chineses, mas até aí tudo bem, já que nós vivemos numa política de liberdade comercial que permite tal revenda. O problema é que essas pessoas não revendem esses produtos, eles simplesmente recebem seu dinheiro, que muitas vezes representa três vezes o valor real do produto, ou até mais, e fazem a compra em seu nome no site chines, de modo que, o produto sequer passa por suas mãos. Isso não seria errado caso o vendedor explicasse que seu produto vem de outro site, e que apenas realiza um trabalho de terceirização da sua compra, mas essas pessoas têm o descaramento de falar que o produto vem de um “estoque na China” ou ainda falam que a culpa do frete demorar cerca de 30 dias úteis é devido ao seu baixo preço, já que é gratuito.

Como exemplo, vou trazer para vocês um site, que não explicitarei o nome nem endereço, só para ilustrar o que tento dizer. O produto em questão é o i-Helicopter, um pequeno helicóptero controlado pelo iPhone muito famoso nos sites chineses. Observe o valor dele em um site chines:

Agora vejam quanto o mesmo produto custa em uma loja virtual brasileira, que diz ter um estoque na China e, por coincidência, demora exatamente o mesmo tempo para entregar o produto em sua casa:

O mesmo produto sai por muito mais que o dobro, cerca de 122% à mais do que você pagaria se comprasse diretamente do site chinês.

Se tudo parasse por aí, estaríamos bem. O pior é que ocorre barbáries piores que essa. Em um site famoso de vendas aqui no Brasil, muito parecido com o eBay, podemos encontrar absurdos que me deixam boquiaberto! No mercado livre não é difícil encontrar anúncios que prometam coisas absurdas, como por exemplo, a venda do software de Jailbreak, que é disponibilizado na internet gratuitamente. O tal anúncio ainda promete melhorar a bateria do seu aparelho, sua performace e ainda valorizá-lo no mercado. Além disso tudo, ainda prometem pacotões com 30 GB de aplicativos por preços relativamente baixos, dizendo não precisar mais “gastar” com aplicativos.

Clique na imagem para ver o anúncio sem vergonha!

Estranhando tal anúncio, decidi perguntar  ao vendedor se os aplicativos vendidos por ele são originais da App Store ou, como eu imaginei, Crackeados e instalados pelo Jailbreak e Installous (Lembrando que o iPodSchool e todos os seus membros repudiam o uso do Jailbreak com fins de pirataria!). Quando questionado sobre a procedência dos aplicativos, o dono do anúncio desconversou as perguntas e deixou claro que se tratava de aplicativos pirateados da App Store!

Clique na imagem para ampliá-la.

O “vendedor” não respondeu a última e a excluiu, comprovando a ilegalidade da suas vendas. Em uma busca rápida, encontrei cerca de 130 anúncios prometendo vários aplicativos sem necessidade de uma conta iTunes.Para nós, experts nesses assuntos, parece absurdo cair nesse “conto do Vigálio”, mas a maioria das pessoas que usam a internet ainda não têm conhecimento sobre esses assuntos e são, facilmente, enganadas por esses vigaristas. Deixo aqui minha tristeza sobre todo essa situação, e um grande abraço para todos vocês!