iPod School
iPod School

Taylor Swift condena postura da Apple com o Apple Music

André BazagliaAndré Bazaglia

Ser a maior empresa do mundo — e uma das mais admiradas, sem dúvidas — faz a Apple se dar ao luxo de tomar atitudes bastantes incomuns. Muitos defendem que os primeiros degraus são os mais difíceis na busca pelo sucesso. No caso da Apple, isso parece valer mais do que em qualquer situação. Ela já está nos últimos degraus.

Além de supostamente exigir, em seus contratos com as gravadoras, as maiores porcentagens de lucro (a Apple lucrará mais que o Spotify, por exemplo), artistas também foram alvo de abuso da Apple.

Sabe os 3 meses gratuitos que a Apple dará a todos os usuários do Apple Music? Pois é, eles não são patrocinados pela Apple, e sim pelos artistas: eles não receberão NADA nos três primeiros meses de Apple Music. É uma decisão difícil para eles: ou eles aceitam a imposição da Apple ou eles ficam de fora do Apple Music (e perdem espaço no mercado). A Taylor Swift publicou uma carta aberta em seu Tumblr desmascarando essa face oculta da maçã mordida, que, como a maioria das empresas que pretende sobreviver e lucrar no mercado capitalista, coloca o lucro acima de tudo, e abusa de poder para isso. Eis a carta:

Para a Apple, com amor Taylor.

Eu escrevo isto para explicar porque vou segurar meu álbum de 1989, que não será disponibilizado no novo serviço de streaming, Apple Music. Eu sinto que isto merece uma explicação porque a Apple tem sido e continuará a ser uma dos minhas melhores parceiras na venda de música e criar maneiras para me para se conectar com os meus fãs. Eu respeito a companhia e as mentes verdadeiramente engenhosas que criaram um legado baseado na inovação e lutam pelo o que é certo.

Tenho certeza de que você está ciente de que a Apple musical estará uma versão gratuita 3 meses para quem se inscrever no serviço. Eu não tenho certeza que você sabe que a Apple Music não pagará escritores, produtores ou artistas durante esses três meses. Acho que é para ser chocante, decepcionante, e completamente diferente do histórico desta empresa progressista e generosa.

Isto não é sobre mim. Felizmente eu estou no meu quinto álbum e posso atingir objetivos para mim, para a minha banda, equipe e toda equipe de gestão por realizar shows ao vivo. Isto é sobre o novo artista ou banda que acaba de lançar seu primeiro single e não será pago pelo seu sucesso. Trata-se do jovem compositor que acabou de ter seu primeiro sucesso e pensou que os royalties deixariam-no fora do débito. Isto é sobre o produtor que trabalha incansavelmente para inovar e criar, assim como os inovadores e os criadores da Apple são pioneiros em seu campo … mas não vai ser pagos por um quarto do ano pela reprodução de suas músicas.

Estas não são as queixas de uma criança petulante mimada. Estes são os sentimentos ecoaram de cada artista, escritor e produtor nos meus círculos sociais que têm medo de falar publicamente porque nós admiramos e respeitamos bastante a Apple. Nós simplesmente não respeitamos esta atitude particular.

Eu percebo que a Apple está trabalhando em direção a uma meta de streaming de pagamento. Eu acho que é belo progresso. Sabemos como astronomicamente como é o sucesso da Apple e nós sabemos que esta empresa incrível tem o dinheiro para pagar artistas, escritores e produtores para o período de ensaio de 3 meses… mesmo que seja gratuito para os fãs testarem isso.

Três meses é muito tempo para não ser remunerado, e é injusto para pedir a alguém para trabalhar para nada. Eu digo isso com amor, reverência e admiração por tudo o resto a Apple fez. Espero que em breve eu possa me juntar a eles na progressão rumo a um modelo de streaming que parece justo para aqueles que criam esta música. Eu acho que isso poderia ser a plataforma que dará certo.

Mas eu digo a Apple com o devido respeito, não é tarde demais para mudar essa política e mudar as mentes daqueles na indústria da música que serão profundamente e gravemente afetados por isso. Nós não estamos lhes pedindo para dar iPhones de graça. Por favor, não peça-nos para fornecer nossas músicas sem nenhuma compensação

Taylor

Demais. Por mais que admiremos a Apple, Taylor, você tem nosso apoio. 😉

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.