iPod School

Steve Jobs lançou o iPhone em 2007, mas queria lançar também uma operadora de telefonia

iMarkiMark

E pensar que o iPhone foi lançado em 2007, nossa em tão pouco tempo e quantas mudanças ocorreram de lá pra cá? Mudanças radicais no ramo da telefonia tradicional, nunca antes imaginadas.

Enfim não é novidade para ninguém que ela revolucionou o mercado de telefones celulares, hoje conhecidos como smartphones e ainda continua lançando moda, vide a função Siri e já estão falando em portar ele para dispositivos de outras marcas 😛 .

Porém hoje apareceu uma notícia que chamou a minha atenção:

Steve Jobs ainda em 2007  na ocasião do lançamento da primeira geração do iPhone, planejava lançar também uma operadora própria para revender o iPhone.

E isto ele já vinha pensando e conversando com outros membros da Apple, as conversas teriam ocorrido entre 2005 e 2007, e pensando bem nada mais natural porque ela gosta de controlar o processo desde a sua concepção até chegar no usuário final.

Vide o controle que ela exerce desde a fabricação de seus produtos até a sua revenda via Apple Store.

Porém Steve Jobs acabou desistindo da idéia ainda em 2007 e acabou cedendo o iPhone para ser revendido na AT&T, primeira operadora telefônica a comercializar o iPhone EDGE/Classic ou Original como queiram.

Mas eu fico aqui matutando se esta idéia tivesse vingado, será que o iPhone seria mais caro ou mais barato para os seus milhões de fãs mundo afora?

Tomando como exemplo seus produtos que ela revende nas Apple Stores, não sairia barato, ou estou errado? Mas com certeza seria desbloqueado, tendo como exemplo a mudança de linguagens em seus produtos, onde você pode colocar no idioma que você quiser e isto é muito bom, prático e essencial 😉 .

Abraços

Via: MacRumors

Paulistano, mas cearense de coração. Pai de dois filhos, sendo um autista.

  • Willian Sousa

    OU Steve iria querer controlar tanto os usuários, que poderia chegar ao ponto de vendê-los bloqueados, para assim ninguém abandonar a operadora que ele queria.

    • Anônimo

      Se bem que no Brasil, nem existe a Apple Store ainda, se fosse para ter um controle
      total sobre o usuário, teria que existir a loja oficial da Apple no Brasil para poder revender o iPhone.

      Então eu acho que se fosse para utilizar em outros países que não fosse os EUA, teria que ser desbloqueado sim.

      Mas por enquanto esta idéia ainda não vingou, quem sabe ainda não vire realidade não é?

      Abraços e obrigado por seu feedback Willian Sousa 😉 .

      • Ailton

        Ou nos países onde não existem apple store, por exemplo o brasil, poderia ficar de fora, na parte da venda… Por nao possuir a tal "operadora".

        Em contra partida penso q poderia ser um serviço mundial, no qual todos estariam na mesma operadora (com tudo funcionando, MMS, FaceTime, voicemail.. Entre outras coisas q nao funcionam em algumas operadoras brasileiras…

  • Carlinhos J.

    Acredito que vcs devem investigar mais, ante de publicar uma noticia, pois o iPhone não foi criada em dois 2007 e sim bem antes. pesquisem mais !!