Press "Enter" to skip to content

Serviço quebra proteção DRM e instala apps piratas sem uso do jailbreak

No último dia do ano passado, escrevi uma matéria noticiando o fim da equipe Hackulous, mostrando como o fato ocorrido poderia ser benéfico para o enfraquecimento da pirataria [Leia: Primeiro grande passo para trás na pirataria do iOS]. Se por um lado morre a maior comunidade de pirataria do iOS, de outro soluções alternativas tornam-se mais populares e novos métodos de pirataria surgem do nada. Desenvolvedores brilhantes se apresentam investindo em formas de piratear virtualmente, quase sempre usando nicknames ao invés do nome verdadeiro, já que há muito tempo softwares virtuais estão incluídos no âmbito dos direitos autorais, o que garante a proibição da reprodução de material sem a devida autorização.

Um garoto de apenas 15 anos (!) criou o Zeusmos, um serviço que oferece a possibilidade de instalação de conteúdo crackeado sem nem mesmo a necessidade de realização de jailbreak. O criador da ferramenta denomina a possibilidade criada por ele mesmo como uma forma de testar aplicativos antes de comprá-los, o que não justifica a ilegalidade – e pirataria é crime.

iphone

A parte boa da notícia é que o Zeusmos é pago, e isso já é o suficiente para que a ferramenta não se torne popular, sofrendo resistência em seu potencial ao não atingir todos os possíveis usuários da mesma. É simples, prática e não requer jailbreak, mas é paga. Por quê? A explicação provável é previsível: para quebrar a DRM (proteção de cópia) dos aplicativos, é extremamente provável que a UDID do aparelho em questão deva ser cadastrada no portal de desenvolvedores da Apple. Certamente é o que acontece: o programador responsável pelo Zeusmos é obrigado a cadastrar UDID’s, e cobrar por isso.

Interessantíssimo ver o desenvolvimento de uma ferramenta tão incrível por um jovem de apenas 15 anos. Paralelamente, espero que tenhamos um futuro recheado do brilhantismo de excelente programadores.

[fonte: TheNextWeb]