Press "Enter" to skip to content

Postura da Apple na aprovação de aplicativos na App Store continua sendo lamentável

Lembro-me perfeitamente da ocasião do lançamento da App Store: a brilhante apresentação do Super Monkay Ball para iPhone, da SEGA, teve papel simbólico na marcação de uma nova era. Mais do que uma simples atualização do iPhone OS, nascia ali uma nova revolução – uma das maiores ideias da Apple. Tinha início a liberdade de publicação de conteúdos terceirizados para o sistema operacional do iPhone, desde que estes sejam previamente avaliados e aprovados pela Apple. A partir daí, foi só sucesso e dinheiro entrando em quantidades bilionárias para o caixa da Apple. Mas será que o sucesso é tão idealizado assim?

No começo do ano, publicamos uma matéria alertando todos nossos leitores das diversas fraudes que ocorrem na App Store – diversos aplicativos falsos que são aprovados erroneamente. Desde sempre, foi assim, e a situação é triste. Demais. A Apple nunca se incomodou em tomar medidas mais sérias, e toda hora um aplicativo falso começa a vender que nem água na App Store.

O alvo da vez foi um Mortal Kombat falso. Disponível desde o dia 13 na App Store (há 3 dias), até o momento da elaboração desta matéria a Apple não fez nada sobre o assunto (clique aqui para ser redirecionado à página do app em questão). Enquanto consumidores que foram enganados publicam reviews com uma estrela criticando a fraude, contas falsas com mensagens claramente traduzidas do Google Translate publicam reviews com nota máxima, elevando, assim, a quantidade de estrelas média da avaliação do app, o que faz com que mais gente entusiasmada corra para comprar o clássico jogo – ou melhor, uma versão falsa do clássico Mortal Kombat.

Espero realmente que o “estagiário” que continua aprovando manualmente aplicativos desta categoria seja demitido. Afinal, Steve Jobs já dizia: “Contrate apenas atores nota 10, demita os idiotas”. Espero também, paralelamente, que a Apple tome providências humildes. Enviar e-mails de desculpas aos consumidores enganados na loja virtual e o reembolso automático em caso de fraude são medidas que podem amenizar a gravidade do problema.