Press "Enter" to skip to content

Os 5 aplicativos que mais usei em 2011

(apenas inclui apps nesta matéria, pois posteriormente farei uma lista dos 5 melhores jogos)

Por meio desta matéria, pretendo compartilhar com vocês os aplicativos que mais chamaram minha atenção no ano passado, e estes obviamente também são os que mais estou usando desde o começo deste ano.

1- Instagram

Depois que o aplicativo ganhou o título de “aplicativo do ano”, tendo em vista que ele é gratuito, resolvi baixar o tão comentado Instagram para testá-lo. Ele é extremamente simples, simplicidade que até lembra o estilo da Apple.

Funciona da seguinte maneira: você tira fotos, adiciona alguns dos efeitos disponíveis e publica. É uma rede social de fotos! O bacana é que você também pode compartilhá-las pelo Twitter ou Facebook, e a integração com as redes sociais mais famosas do mundo não para por aí: ele detecta quais dos seus amigos do Twitter e Facebook também tem uma conta por lá, e lista todos, dando a opção de selecionar quais você deseja seguir. Sensacional!

Uma curiosidade bacana é que o principal criador do aplicativo é brasileiro. Legal ver que o destaque do aplicativo do ano, pela própria Apple, saiu de uma cabeça do nosso país. E para fechar, o melhor de tudo: o aplicativo é gratuito. Baixe-o gratuitamente clicando aqui.

Nota do app: 5/5

2- Tweetbot:

O aplicativo é um cliente de Twitter pago, que na minha opinião, é muito superior ao oficial, gratuito. Alguns dos meus recursos favoritos dele são a possibilidade de, num tweet, deslizar o dedo para a direita para ver o histórico da conversa de replys e deslizar o dedo para a direita para ler as replys que aquele tweet recebeu.

Mas não é só de gestos e de uma interface bonita que o Tweetbot se baseia para se diferenciar dos demais clientes, tendo também muitas opções de customização: as duas últimas abas do aplicativo podem ser trocadas, servindo como uma lista de retweets, seus favoritos, uma aba de pesquisa, acesso rápido à seu perfil e à suas listas, como o Rodrigo Carvalho citou em uma resenha do Tweetbot que ele postou aqui no iPod School.

Para finalizar, quero citar outros dois recursos que eu acho sensacionais, e que muitos que possuem o Tweetbot não conhecem: no tweet, ao lado dos botões de inserir tags, fotos e citar as pessoas (@), existe um ícone de uma engrenagem. Nele, você pode visualizar rascunhos e adicionar notas. Quando você cancela um tweet, um botão de salvá-lo como rascunho aparece, e você pode restaurá-lo posteriormente no botão de visualizar os rascunhos. Quanto à opção de adicionar uma nota, em tweets longos, um link com o texto do seu tweet será postado, e você poderá ultrapassar do limite de 140 caracteres postando um link externo que contém seu texto longo! (clique aqui para ver um exemplo).

Por ter recursos que facilitam nossa vida e ser fácil de se adaptar, o aplicativo deixa a solução oficial do Twitter nos chinelos, já que o aplicativo do Twitter não tem nada de muito atraente, ele é inclusive idêntico ao webapp do http://m.twitter.com.

Para ver imagens e uma descrição mais detalhada, acesse a página do Tweetbot na App Store clicando aqui. Ele é pago e custa $2,99. Poderia ser um pouco mais barato, mas o preço é justo, para a qualidade do aplicativo.

Nota do app: 5/5. Para mim, é o melhor cliente de Twitter!

3- Soundhound e Shazam

Tocando uma música, e você quer saber o nome? Estes dois aplicativos dão conta do trabalho gratuitamente para você. Minha recomendação é que você baixe os dois, já que eles possuem bancos de dados diferentes, e se um falhar ao reconhecer a música que você quer saber o nome, você pode testar o outro.

Mesmo sem uma conexão com a internet no momento, os aplicativos podem armazenar a música para enviar aos servidores do app, escaneá-la por lá e depois exibir qual é o nome da música em sua tela.

Ambos são gratuitos. Para baixar o Shazam, clique aqui para a versão para iPod e iPhone ou aqui para a versão para iPad. A vantagem do Soundhound é que ele é universal: a versão otimizada para iPhone e a versão otimizada para iPad está inclusa no mesmo aplicativo, e seu gadget rodará a versão certa dele dependendo do seu gadget. Clique aqui para baixar o SoundHound para seu iPod touch, iPhone ou iPad.

Nota do app: 5/5 para os dois. Ambos são sensacionais!

4- FatBooth, AgingBooth e BaldBooth

Imagine tirar foto das suas amigas para chamá-las de gordas, velhas ou carecas para sempre? Se você é um cara bem chato, essa série de aplicativos é feita especialmente para você! Brincadeiras a parte, os aplicativos FatBooth, AgingBooth e BaldBooth, respectivamente, detectam os rostos nos retratos que você tira por ele ou adiciona de uma imagem da sua biblioteca de fotos, e transforma o rosto em gordo, velho ou careca, respectivamente.

Demonstração do FatBooth:

Demonstração do AgingBooth:

Demonstração do BaldBooth:

São três aplicativos separados, e cada um deles tem sua função, como você conferiu na imagem acima. Muito interessante, os efeitos criados são bem reais.

Cada um dos aplicativos da série custa $0.99. Baixe o FatBooth clicando aqui, o AgingBooth clicando aqui e o BaldBooth clicando aqui. O preço é o mais baixo possível da categoria de apps pagos da App Store, e também é justo para o consumidor pela funcionalidade de cada um deles.

Nota para os três aplicativos da série: 5/5

5- OPlayer

Sabe o aplicativo de vídeos, instalado nativamente no seu iOS? Pois é… tire-o da sua página principal, ou oculte-o se você possui jailbreak, porque ele não é legal. Ele é feito pela própria, e por isso, possui limitações. Ele roda uma gama de formatos limitada, e o OPlayer é o aplicativo de vídeos que a Apple não fez.

Ele suporta diversos formatos (WMV/AVI/MKV /RM/RMVB/XVID/MP4/MOV/3GP/MPG), suportando até mesmo legendas .smi, .srt, .ass, .ssa, .sub, .txt. Além do mais, ele suporta streaming realizados de sites, e downloads de vídeos. Você pode organizar sua biblioteca como quiser, criando pastas e renomeando arquivos. Já paro por aí, o aplicativo é essensicial para qualquer um que gosta de filmes.

Clique aqui para baixar sua versão para iPhone ($2.99) ou aqui para baixar o OPlayer HD, que é a sua versão adaptada para o iPad ($4.99). O preço também é justo, pela funcionalidade dele. Ele é simplesmente incrível.

Dica alternativa #1: Existe a versão lite gratuita do OPlayer! Busque por “OPlayer lite” na App Store que você a encontrará.

Dica alternativa #2: Existe uma alternativa ao OPlayer, o BUZZ Player. Como não tenho um dinheiro sobrando para comprá-lo, ainda não o testei, mas o preço é o mesmo do OPlayer: $2.99 pela versão para iPhone e $4.99 pela versão para iPad. Pelo que já li, ele parece ser um pouco mais completo do que o OPlayer. Se você quiser se aventurar e comprá-lo, apesar de eu não ter testado, ele também parece ser muito bom.

Nota final do OPlayer: 5/5

E você?

Quais foram os aplicativos que você mais usou no ano passado? Compartilhe conosco por meio dos comentários desta postagem para trocarmos ideias e conhecermos mais aplicativos bacanas para começarmos 2012 com o que há de melhor na App Store!