iPod School

O Apple Watch vale a pena?

André BazagliaAndré Bazaglia

Nos encantamos com mais um produto da Apple. Tim Cook aprendeu a ser um ótimo sucessor de Jobs. O mundo conheceu uma linha completamente nova de MacBook’s, o preço do Apple TV caiu e o Apple Watch teve sua data de lançamento revelada no mesmo dia. Já divulgamos antecipadamente, em matéria anterior, as principais novidades e funcionalidades referentes ao Apple Watch. O conjunto de matérias citado até então e o post que fizemos com vídeos elaborados pela própria Apple que mostram de maneira profunda o Watch são suficientes para que você entenda por completo a proposta do smartwatch da Apple e chegue às suas próprias decisões. Ainda assim, uma questão continua no ar: O Apple Watch vale a pena e supera sua concorrência, que já está no mercado?

Bateria

Se você já cogitou a hipótese de comprar o Apple Watch, não tenho dúvidas que um dos seus primeiros questionamentos sobre o produto foi a bateria. Vivemos dependentes de bateria em notebooks e smartphones — e em muitos outros aparelhos também. Extender essa preocupação para outro produto (no caso, o Apple Watch) nunca é agradável. Ninguém se sente confortável sendo obrigado a carregar seus aparelhos todas as noites. A tecnologia, daqui alguns anos, dará um passo a frente em baterias. Já mostramos a bateria que é carregada até 70% em até 2 minutos e o super capacitor que carrega baterias de smartphone por completo (100%) entre 20 e 30 segundos. É questão de tempo até o mundo conhecer o futuro das baterias. Enquanto isso, ela continua sendo uma preocupação. Neste quesito, não temos boas coisas a serem anunciadas sobre o Apple Watch. O que apuramos sobre o produto por enquanto é:

Antigamente, celulares com duração de bateria de menos de uma semana eram julgados como ruins. Hoje, um smartphone que extende a duração da sua bateria até o final do dia é considerado ótimo. Aguardo, ansiosamente, a reinversão dos conceitos de durabilidade de bateria.

Preço

Os preços não são baixos. Definitivamente, não. Confira-os, em dólar:

A concorrência

A comparação com a concorrência é essencial para qualquer produto. É o que nos faz entender seus prós e contras, além de possibilitar uma visão melhor sobre suas inovações. A tabela abaixo auxilia nisso.

Apple Watch Pebble Time Moto 360 LG G Watch R
Preço $349 ou mais $199 $250 $299
Tela 1.32″ ou 1.5″. Retina. Camada de Íon-X ou Safira
(varia por modelo)
Color e-paper 1.56″ LCD, 320 x 290 pixels 1.3″ Full Circle P-OLED
Bateria Até 18 horas Até 7 dias 320mAh 410mAh
Processador/RAM Apple S1 Cortex M4 TI OMAP 3; 512MB Snapdragon 400; 512MB
Resistência à água Sim Sim Sim, certificação IP67 Sim, certificação IP67
Dimensões e peso 38.6 x 33.3 x 10.5mm, 42.5g ou 42 x 35.9 x 10.5mm, 50g 47 x 40 x 9.5mm, 42.5g 46 x 46 x 11.5mm, 60g 46.4 x 53.6 x 9.7 mm, 62g
Armazenamento 8GB Não informado 4GB 4GB
Wi-Fi Sim Não Sim Não informado
Sistema operacional Watch OS Pebble OS Android Wear Android Wear
Recursos Siri, acelerômetro, barômetro, batimentos cardíacos, Apple Pay Acelerômetro Google Now, pedômetro, batimentos cardíacos Google Now, acelerômetro, barômetro, batimentos cardíacos

APPS INOVADORES

Seu smartphone faz o que o Apple Watch faz. Não tenha dúvidas disso. Seu iPhone 6, por exemplo, não deixa a desejar em nenhum recurso. O Apple Watch funciona mais como uma extensão do seu smartphone para o seu pulso. Inclusive, quando ele não está conectado ao seu smartphone, suas funções tornam-se bastante limitadas (grande parte do poder do relógio é a comunicação com o iPhone). E a comunicação, além da enorme gama de desenvolvedores que já programam para o iOS, tornou possível que apps incríveis foram criados. Alguns exemplos foram até exibidos no último evento da Apple: CNN, Instagram, Uber, desbloquear quartos de hotéis e gerenciar alarmes da casa. Trazer uma gama de desenvolvedores extremamente criativos para o Apple Watch é uma excelente vantagem.

Conclusão

O produto é, indiscutivelmente, maravilhoso. A Apple antecipou, mais uma vez, uma tendência de mercado e se prepara para o lançamento de uma nova linha de produtos. Por se tratar da primeira geração de um produto, é óbvio que a Apple aprenderá muito com essa experiência e terá muito a acrescentar em uma futura segunda geração do Apple Watch. Se você ama tecnologia e gosta de experimentar tudo o que há de novo e tem um iPhone (este critério é importante, já que a comunicação completa do Apple Watch só pode ser feita com um iPhone), definitivamente o aparelho é uma boa compra. Se você não tem um iPhone ou não gosta de experimentar tudo o que há de novo, aguardar por uma segunda geração para, aí sim, fazer uma reanálise é o melhor caminho.

E você, o que achou do Apple Watch? Compartilhe suas opiniões com a gente por meio dos comentários.

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.