iPod School

Microsoft não tem ‘plano B’ se o Surface fracassar

André BazagliaAndré Bazaglia

A versão RT do tablet da gigante de Redmond – Microsoft Surface – chegou antes da Pro, para concorrer com o já bem sucedido e top de mercado tablet da Apple. No entanto, como já mostramos anteriormente, o sucesso do aparelho da Microsoft é, até agora, inexistente em valor expressivo. Enquanto a Apple vendeu 23 milhões de iPads no quarto trimestre do ano passado, a Microsoft vendeu 900 mil Surfaces. Não podemos criticar nem condenar a Microsoft pelos números, já que o Surface Pro, a versão mais completinha do tablet, acabou de sair do forno: literalmente, ela foi lançada na semana passada, em modelos de 64GB e 128GB. Ao contrário do Surface RT, o Pro é completamente livre: é possível inclusive liberar a BIOS para a instalação de outros sistemas operacionais, como Linux.

Agora que todos os modelos do Microsoft Surface já estão sendo comercializados, é hora da empresa do péssimo comandante Steve Ballmer conquistar seu espaço no mercado. Peter Klein, CFO da Microsoft, diz que não há “plano B” se tudo der errado e o Surface afundar junto com o Windows Phone.

via: Reuters

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.

  • JanjaBoy

    Acho difícil para a Microsoft.
    Posso me enganar, no ano que vem, vamos ver.

  • Junior

    corte de preços, não tem outra escolha.. barato todo mundo compra, comprando mais aumentam os reviews e recomendações, nisso deixa as portas abertas para uma segunda geração de surfaces melhor pensadas e lucrativas

  • Joao Luiz

    O que o Surface tem a ver com o Windows phone?

    • JanjaBoy

      O fraca… Ooooops!
      O sucesso.

  • Próximo PlayBook?

  • Bryanuhlig

    É uma pena que não chegou ao Brasil,acredito que seria bem vendido,pelo menos eu compraria.O que acontece é que tabletes concorrentes do iPad vem caro e não chegam perto em qualidade. Só vê o tablete da técno mania o preço,vale bem mais um iPad 2 novo.