iPod School

Microsoft ataca diretamente o iPad no último comercial do Surface

André BazagliaAndré Bazaglia

O espírito do gritante Steve Ballmer, que pula e grita em suas apresentações, deixando marcas de suor como principal característica de suas camisas, certamente incluenciou na maneira como a Microsoft elabora seus comerciais. Em abril, foi um ataque duplo às gigantes Apple e Samsung com a finalidade de promover o Windows Phone. Agora, no final do mês passado, o foco sai do patamar dos smartphones e abrange a competitividade entre tablets.

As provocações do vídeo, são, em sequência: “Desculpa, eu não atualizo assim”, explicando que não há ‘live tiles’ no iPad com widgets dinâmicos na tela inicial. “Me desculpa, eu só posso fazer uma coisa de cada vez”, mostrando que não é possível checar e-mails enquanto um vídeo é reproduzido. E ainda completa: “O PowerPoint não é uma dessas coisas. Devemos, então, tocar Chopsticks (música tocada com dois dedos no piano)?”. Para terminar, a Microsoft deixa seu último recado para o iPad: “Fale menos, faça mais”. Apesar da visão que a Microsoft tem sobre o iPad, o tablet da Apple ainda é líder de vendas – e a situação do Microsoft Surface, em número de vendas, não está lá tão boa…

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.