Press "Enter" to skip to content

Mapas do iOS 6: um problema? Entenda a complexidade da mudança feita pela Apple

É evidente (super óbvio) dizer que a Apple está cortando cada vez mais a Google de seu sistema operacional. A concorrência entre as duas empresas aumenta, e o iOS 6 trás duas provas concretas disso: primeiro, o aplicativo oficial do YouTube foi removido; segundo, o aplicativo Mapas, que usava as bibliotecas da Google desde 2007 (há 5 anos!), passou a usar os dados de mapas da própria Apple.

Qual o grande problema do sistema de mapas próprio da Apple?

A resposta que temos é subjetiva demais para uma pergunta tão direta. Deixar os dados obtidos através da Google para usar seus próprios dados significa, para a Apple, mudar toda a biblioteca de mapas. O problema é que, de acordo com relatos de usuários, o mapeamento da Apple não chega aos pés do mapeamento da Google. Na minha concepção, é indiscutível que, desde 2007, os mapas do iPhone se comportaram muito bem, e nunca foram alvo de críticas fortes ou reclamações. As tecnologias da Google se mostram (aparentemente, okay?) superiores às da Apple.

“A estátua da liberdade? Se foi. A ponte de Brooklyn? Afundada.”

A frase acima foi publicada no The Verge, e expressa a insatisfação dos usuários com o novo aplicativo de Mapas. Apesar de recursos interessantes: navegação em 3D e GPS curva-a-curva, até nos pontos turísticos mais populares do mundo o mapa da Apple é falho. A imagem abaixo é a representação em 3D da Estátua da Liberdade.

Relatos de cidades sem ruas, rotas falhas e outros diversos tipos de reclamações também existem. No entanto, não posso afirmar nessa matéria com absoluta certeza que os mapas da Google são melhores para todo mundo. Em algumas cidades, é possível – e provável – que os mapas da Apple funcionem melhor. Tudo é uma questão de opinião.

Na briga entre as duas empresas, como podemos ter o melhor dos dois lados?

Chegamos, agora, ao ponto certo. Um desenvolvedor já conseguiu adaptar o Mapas antigos (existente no iOS 5) para rodar no iOS 6. Suas adaptações de compatibilidade funcionaram magicamente, e em breve os usuários que realizam o jailbreak poderão instalar o aplicativo de Mapas antigos. Os dois estarão lá, à sua disposição, na homescreen. Se um não funcionar, você tem o outro. No entanto, nem todo mundo quer esperar até que tal pacote chegue ao Cydia, e nem todo mundo gosta do jailbreak. Não há problema: temos ainda outra solução.

Ao abrir o endereço “http://maps.google.com” pelo Safari do iOS, você verificará a opção de adicionar a página à tela inicial. É o ícone de uma seta no centro da barra inferior do Safari. Tocando lá, você adiciona o ícone do webapp do Google Maps em sua homescreen. Obviamente, não é a mesma coisa que rodar o app nativo, mas se você é um dos que odiou as inovações descritas nesta matéria, esta é a solução para você.

E você? Como foi sua experiência com os Mapas novos?

Compartilhe sua experiência com a gente por meio dos comentários. Queremos saber como o aplicativo novo de Mapas está se comportando para cada um de vocês, a fim de apurarmos dados mais precisos do comportamento do app nas terras brasileiras.