iPod School
iPod School

Mais sobre o Apple Music: Brasil e músicas offline

André BazagliaAndré Bazaglia

O Apple Music é o novo serviço de streaming de Apple que, conforme anunciamos em matéria anterior, estará disponível publicamente no dia 30 de junho. Sua chegada será bastante universal: 100 países estão na lista de lançamento. Esta matéria é uma breve confirmação de algo que gerou dúvidas em muitos usuários: a possibilidade de reproduzir de músicas e a compatibilidade com o Brasil.

Para os dois questionamentos, a resposta é bem positiva. Sim, será possível salvar músicas e reproduzi-las offline no Apple Music (o que dispensa que o usuário que assine o serviço compre músicas no iTunes). A confirmação veio do Re/Code. E sim, o Brasil está na lista dos 100 primeiros países que receberão o serviço logo no dia do seu lançamento. Como o preço por ele será em dólar, e dificilmente a Apple tomará medidas para se adequar ao mercado local, como o Spotify faz, talvez ele não seja tão atrativo para consumidores brasileiros quanto será para os de outros países. A confirmação não foi divulgada oficialmente pela Apple, mas chegou até a gente antecipadamente.

A imagem abaixa, publicada pelo originalmente pelo The Joy of Tech, brinca com a chegada da Apple ao universo de serviços já consolidado por algumas empresas que atuam na área há um tempinho.

applemusic-comic

Reação do Spotify

O CEO da Spotify, Daniel Ek, se mostrou bastante nervosismo em seu Twitter. Ele, em um primeiro momento, twittou “Oh, ok”, tentando passar a imagem que não ficou nem um pouco surpreso com as novidades da Apple. Em seguida, ele mudou de ideia e apagou o tweet — que já ficou publicado por tempo suficiente para que usuários pudessem registrá-lo:

daniel-ek

Ansiosos com o Apple Music? Leiam mais sobre o serviço na nossa matéria que aborda ele [Apple Music]. Compartilhe suas opiniões nos comentários (amamos lê-los!).

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.

  • h1ghland3r

    Sério que isso seria nervosismo? kkkk Pra mim é ligar o foda-se. E tem um pequeno erro aqui:
    “O CEO da Spotify, Daniel Ek, se mostrou bastante nervosismo em seu Twitter.”

    • Ações precipitadas são características típicas de nervosismo. Twittar e apagar pra mim é estar nervoso, hahaha. Duvido muito que ele não tenha ligado para o Apple Music.

      • h1ghland3r

        Acho mais fácil terem aconselhado apagar. Queria mto que fosse um novo Tidal surgindo, ou seja, um fiasco. Mas como o rebanho de iSheeps é forte, vai ser um grande serviço sem dúvidas.

        • Com certeza. A concorrência sempre é benéfica pro mercado: quanto mais empresas concorrerem, mais elas devem lutar para levar o melhor ao usuário final.

          Forte abraço e obrigado pela visita. 🙂

          • Chuck

            Sabe de algo sobre o iTunes Radio? Ele vai continuar?

  • Eduardo Pacheco

    Ri muito com o tweet do Daniel Ek mas, tal como ele, não vejo necessidade para o Spotify se preocupar.