Press "Enter" to skip to content

Jobs estava certo sobre o futuro do Flash: hoje, ele é descontinuado no Android

No dia 29 de abril de 2010, Steve Jobs, em carta aberta publicada no site da Apple, explicou as razões da empresa não permitir o uso do Flash nem trabalhar no desenvolvimento do mesmo para o iPhone e iPad (aparelhos que rodam o iOS). Jobs criticava o padrão fechado do Flash, contra a liberdade do HTML5, CSS e JavaScript, que a Apple adota; a segurança e o péssimo desempenho do Flash em Macs. Para fechar sua carta com chave de ouro, Jobs diz que o HTML5 não só dominaria o mercado de smartphones, como o de PC’s também.

Então, assim foi: Jobs rejeitou o Flash para o iPhone por comprometer a confiabilidade, bateria e segurança de seus aparelhos, e apostou no HTML5. E ele estava certo: quase dois anos depois, hoje, dia 15 de agosto, o Flash para Android é descontinuado. Quem não baixou antes não pode mais baixar, e esta é a maior prova que o HTML5 entra de vez para substituir o Flash, que certamente se transformará em um termo desconhecido nos próximos anos.