iPod School

iPhone quebrado ou afogado ? Prepare o bolso !

unblukunbluk

Seu iPhone se afogou, foi atropelado ou vítima de outra tragédia qualquer? Prepare-se para o prejuízo. A garantia das operadoras não cobre “acidentes” e a brincadeira não sairá em conta.

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira revelou que praticamente um quarto dos iPhones tem a probabilidade de falhar nos dois primeiros anos de uso em decorrência de acidentes.

Se você der esse azar, prepare-se para uma dor de cabeça. As operadoras Vivo e Claro – responsáveis pelo suporte local ao iPhone – somente trocam o aparelho em caso de defeito de fabricação.

Outros problemas com o iPhone ficam a cargo do dono. As operadoras não detalham quanto cobram por cada reparo no iPhone, portanto recorramos a uma assistência técnica externa (não se esqueça: produtos alterados fora das assistência oficial perdem a garantia!) para calcular o “preju”.

A iPhone Solution, empresa paulistana especializada em desbloqueio e manutenção para o iPhone, recebe pelo menos um pedido de orçamento para substituição de tela por dia. “Passar com o carro sobre o iPhone é um dos incidentes mais comuns”, conta Leonardo Caetano, diretor da empresa.

Uma tela nova para o iPhone pode custar entre R$ 400 – para a versão 3G – e R$ 700 reais, para o modelo antigo. “Na nova versão, as camadas de LCD, touchscreen e vidro são separadas, por isso o custo é menor”, ele explica.

Outra ocorrência comum é o “afogamento” de iPhone. Aparelhos derrubados na água pintam com freqüência na iPhone Solution. O custo para recuperar um “afogado” é de R$ 100, se for apenas limpeza. No caso de peças oxidadas, o valor sobe para para pelo menos R$ 300, dependendo do tamanho do estrago.

“Quanto antes o aparelho chegar às nossas mãos, maiores são as chances de ‘salvação'”.

Problemas com bateria são freqüentes, principalmente com os aparelhos de primeira geração. Segundo Caetano, é possível resolver esse tipo de problema com ajustes de software, que custam, em média R$ 200. Se mesmo após as atualizações for necessário trocar a bateria, o cliente paga apenas R$ 30 a mais.

As dicas para evitar este desfalque incluem usar uma película protetora na tela, não dispensar capinhas de silicone ou couro e – principalmente – não mergulhar com o iPhone no bolso…

Escrito por Daniela Moreira do iPhone Dropes