Press "Enter" to skip to content

iPhone 5 não será, inicialmente, vendido desbloqueado nos EUA. Por quê?

Os estoques iniciais do iPhone 5 acabaram após uma hora (1h!) de pré-venda. Sucesso do produto ou falta de capacidade da Apple de atender à demanda? Fico com a segunda opção.

A fim de garantir que os consumidores norte-americanos não tenham a concorrência de estrangeiros que viajam para o exterior com o único objetivo de comprar iPhones para revender, a Apple seguiu a mesma linha de pensamento no ano passado: inicialmente, os iPhones serão apenas vendidos bloqueados à uma operadora de lá. Depois de “algumas semanas”, os modelos desbloqueados começaram a ser vendidos. Os preços já foram anunciados: US$649 (16GB), US$749 (32GB) e US$849 (64GB).

Se na pré-ordem o sucesso já bateu este recorde, não consigo imaginar como será a situação das famosas filas quilométrocas da Apple Store da Fifth Avenue. Muita gente para poucos iPhones.

Para fechar a matéria, não posso deixar de dar uma boa dica para aqueles que pretendem adquirir o iPhone 5 desbloqueado de imediato: Canadá, França, Inglaterra, Alemanha, Austrália e Hong Kong são países que vendem celulares desbloqueados de fábrica desde o primeiro dia – é lei, assim como acontece no Brasil, que o aparelho seja vendido desbloqueado.