iPod School

iPad Air e iPad mini Retina – O que eles têm em comum?

Murilo FigueiredoMurilo Figueiredo
Fonte: iPhone Hacks

Fonte: iPhone Hacks

Como todos sabem, no seu último evento, a Apple lançou a segunda geração das duas classes de tablet. A Classe de 9.7 polegadas ganhou o sucessor que foi chamado de iPad Air, pelo seu Design fino e elegancia; Já a classe de 7.9 polegadas ganhou o iPad mini 2, turbinado com a tela retina. Nos Estados Unidos, ambos tiveram uma diferença de preço de apenas 100 Dólares. Mas o que será que há entre os dois?

Pois bem. Na geração antiga, o iPad mini vinha com o Chip A5. Agora, seu chipset acompanha o padrão do iPad Air: os dois chegam com o Chip A7 e o M7 co-processor, processador dedicado aos sensores de movimentos. Muitos esperavam, porém, a tecnologia TouchID foi implementada apenas nos iPhones e não nos iPads.

O iPad Air manteve sua tela retina de 2048×1536, enquanto no iPad mini, ela foi uma novidade. Entre as duas telas, a diferença fica apenas na densidade de pixels, sendo 326ppi para o iPad mini e 264ppi no seu irmão mais velho. Essa densidade de pixels cai na tela do iPad Air pelo seu tamanho mesmo, já que a tela do seu irmão mais novo comporta mais pixels num espaço menor. Em questão de consumo, ligadas em claridade máxima por 57 minutos, o iPad mini gastou 13% e já o iPad Air, 12%.

Em questão de software, ambos rodam iOS 7 e trabalham sem maiores problemas com o sistema novo. É possível notar que o auto-falante no iPad Air é mais alto que em seu colega menor, porém, para os usuários que vão utiliza-los com fones de ouvidos, essa não é uma diferença muito relevante.
Em questão de Boot, o iPad Air ganha por alguns segundos, mas provavelmente pela Clock Speed pré configurada, já que ambos utilizam o Chip A7. Seus respectivos benchmarks não diferem em muito mais que 100 pontos.

Fonte: iPhone Hacks

Fonte: iPhone Hacks

Se formos analisar profundamente, o iPad mini e o iPad Air diferem mais fisicamente do que em seu interno. De fato, a Apple focou em deixar o iPad mini funcional e portátil, sendo páreo para qualquer tablet de sua geração. Então na hora de escolher, o melhor é analisar qual tamanho de tablet será a melhor opção para você. Talvez para a edição de algo no iMovie, o iPad Air se saia melhor. Porém, para alguém que vai usar no cotidiano, um tablet mais compacto e potente como o iPad mini Retina seja uma escolha sagaz.

Se você planeja comprar um dos tablets da Apple, tanto iPad Air e iPad mini Retina são as melhores escolhas. Porém, o iPad mini de primeira geração ainda é uma boa alternativa para quem não quer gastar muito e ainda ter toda funcionalidade do iOS 7 num iPad. Seus designs são tão parecidos que dificilmente você notará muita diferença.

Na Apple Store Online, comprando a configuração base, o iPad Air tem um preço inicial de R$1749, enquanto seu irmão mais novo sai por R$1499. Ainda, o iPad mini de primeira geração está na faixa de R$1249. Quem diria que contrariar a vontade de Steve Jobs, de manter o tamanho da tela no iPad inalterado, seria um belo investimento em portabilidade e potência pelos consumidores da maçã mordida? Vocês também acharam?

A turma do iPhone Hacks preparou um video com testes, benchmarks e tudo mais detalhado (em inglês). Confira:

Fonte: iPhone Hacks

  • Estou querendo um Mini com tela retina… mas tipo.. o Processador do iPad Air é mais potente, creio que graficamente… É tipo um A7X… Ja o do iPad mini seria exatamente o mesmo do iPhone 5S.

    • Murilo

      Então, o processador é o mesmo sim. Só a Clock Speed que deve ter sido configurada diferente, mudando um pouco o desempenho no geral. Mas isso não quer dizer que o iPad mini Retina não tenha a mesma potencia.

  • logan

    iPad air está muito show, será minha próxima aquisição. acho o iPad mini uma alternativa pra poupar um pouco de espaço, acho legal, mas não sei porque acho mais feminino.