Press "Enter" to skip to content

iMessage. Uma nova moda?

Nesta WWDC, certamente o Mac OS X Lion não foi o centro das atenções, talvez até pelo fato de suas mudanças já serem conhecidas anteriormente, já que várias versões betas do sistema já haviam sido lançadas pela Apple. O palco das novidades sem dúvidas foi no iOS, com a apresentação tão esperado iOS 5.

O iMessage foi algo que dispertou muito minha atenção. Já falamos dele aqui no Blog no mesmo dia da apresentação do iOS 5, mas apenas agora podemos falar de maneira mais aprofundada sobre ele, já que já testamos o serviço. Desde que a BlackBerry começou com o sistema interno de mensagens, as desenvolvedores de aplicativos para iOS se aproveitaram da ideia. Surgiram então vários aplicativos para isso, como o famoso WhatsApp. Agora a Apple decidiu entrar de vez na onde e criou o sistema de mensagens internas Apple, que integrará iPhones, iPods touch e iPads, chamado iMessage.

 

A Apple alcançou grande destaque no universo da vídeo-conferência no ano passado com o tão comentado FaceTime. O serviço fez sucesso de imediato e, na opinião de muitos, virou rival de grandes programas de vídeo-conferência, uma vez que se conecta por um simplório número de telefone ou um simples Apple ID: sua simplicidade ajudou no grande sucesso. Meses depois, foi a vez do Mac ganhar o serviço, ampliando mais ainda o sucesso do FaceTime. Agora é a vez da comunicação alcançar outros ares. Desta vez foram as mensagens de texto que ganharam um serviço.

iMessage? Que diabos é isso?

Se você já teve ou já usou um BlackBerry, talvez tenha notado a existência de um serviço chamado BBM (ou BlackBerry Messenger). O iMessage é algo parecido com o BBM, mas com um toque mágico que só a Apple sabe fazer. O que a Apple fez foi pegar o conceito e aplicá-lo no aplicativo Mensagens, já existente no iOS. O serviço poderá trazer um efeito extremamente para o seu bolso, e para o meu também: gasto quase 100 reais de SMS todos os meses, e aposto que, com o iMessage, este custo cairá bastante.

Temos também o lado negativa, pois o iMessage não é só maravilhas. Para funcionar é preciso que o aparelho que enviará e receberá a mensagem estejam atualizados com o iOS 5 e estejam conectados à alguma rede de dados (Wi-Fi ou 3G). Caso contrário, o aplicativo indicará o envio por SMS normal, com os custos normais.

Pode ser a nova moda

Além da facilidade de enviar mensagens entre iPads, iPods e iPhones quanto aos gastos, o sistema é extremamente rápido, tão rápido que pode ser considerado um sistema de mensagens instantâneas, tanto que até existe o recuso que mostra quando a pessoa está digitando algo ou até mesmo se a mensagem foi lida ou não.

Com tudo isso, o iMessage promete ser um grande sucesso, ainda mais por conta do simples sistema de identificação dos usuários, que pode ser feito pelo número de celular (no caso dos iPhones) ou pelo próprio e-mail dos mesmos, sendo assim extremamente simples de começar a usar e se viciar.

Eu só vou falar com iOS ou posso falar com outros sistemas?

É, esta é a polêmica. No iChat, a cobertura dele não se aplica em outros sistemas, algo que alguns já dizem e contradizem sobre o uso dele. O que acontece é o seguinte, estamos acostumados a usar os aplicativos do tipo para ligar de iOS para Android, Symbian para Android, e afins, como eu bem citei no início do post, mas o iMessages não vai ser para outros, é só iOS, e nem Mac tem – aliás, este é assunto do próximo tópico que vou abordar.

Terá integração com o Mac OS X?

Num futuro pode ter, e a Apple tem tudo para matar o iChat. Ninguém sabe se uma ligação entre o iMessage e o iChat existirá, mas vou te contar que o iOS 5 tem um ano para ter várias atualizações, como visto que o iOS 4 teve 3 atualizações grandes ao decorrer do tempo (não estou contando atualizações com foco principal de correções de bugs como atualizações).

Aonde quero chegar com isto? Apenas quero dizer que, mesmo que inicialmente não existam indícios que o iMessage será integrado ao iChat, muitas versões derivadas do iOS 5 serão lançadas, e o mesmo ocorrerá com o Mac OS X (10.7.1, 10.7.2 e suas versões derivadas).

E você, vai utilizar?

Do meu instinto geek e do meu instinto de adolescente, isso vai me ajudar demais. Não tive muito tempo para testar o serviço, confesso isso. Aos comentários vindos de amigos, o serviço está excelente, e muitos autores daqui do blog já estão usando bastante ele.

E você, já testou? Qual foi sua impressão? Deixe seu comentário. 😉