Press "Enter" to skip to content

IMEI, um bem necessário para as piores horas.

Acho este assunto interessante para ajudar muitas pessoas, por isso venho aqui hoje compartilhar com todos vocês esta dica.

Embora o foco desta matéria é nosso precioso iPhone, a mesma dica em geral serve também para qualquer outro Smartfone ou celulares convencionais. Exceto alguns raros casos.

Muitas pessoas têm seus aparelhos roubados ou perdidos durante o ano, algumas pessoas erroneamente crêem que nada ou pouco pode ser feito para dificultar a vida de quem rouba o aparelho ou quando o mesmo perde-se e alguém acha, simplesmente não o devolve.

A verdade é que nós Brasileiros já representamos o quinto lugar do planeta em uso de celulares, são mais de 180 milhões e os números não param de crescer a cada ano.

Como sabemos o iPhone tem diversas funções, estas dentre as quais podemos destacar, GPS, WiFi, 3G, grande memória interna, tela HD, Bússola, Giroscópio, mult-touch, acelerômetro, dentre muitas outras funções que se destacam entre sua afinada engenharia com o melhor software de Smartfone do mundo.

Mas como nem tudo é um mar de rosas, não são apenas os proprietários destes aparelhos que despertam a atenção a sua atenção nestas funções, os ladrões também estão de olho no que você carrega no bolso. Falando novamente em números, você sabe quantos aparelhos são roubados no Brasil todos os anos?
Um milhão! Dados do Ministério da Justiça estimam que todos os anos esse montante de pessoas ficam sem celular. Obviamente, o número deve ser muito maior, pois esse valor corresponde ao número de furtos que foram registrados nas delegacias do país.

Hoje você vai conhecer uma arma na luta contra o roubo de celulares: o bloqueio do IMEI. Realizar esse tipo de bloqueio em conjunto com o seu chip GSM não permite que o espertinho que roubou seu celular o use, venda ou troque.

GSM inovação com certo problema

A tecnologia nos trouxe uma boa liberdade, de permanecer com nossos aparelhos e trocar de forma simples e em segundos o número do mesmo por meio do SIM Card GSM. Isto ajudou e muito na hora e migrar de uma operadora para outra sem as burocracias de antes com aparelhos ao qual carregavam o número ligado ao aparelho.

Mas se por um lado as coisas ficaram fáceis para nós, o mesmo aconteceu para os ladrões que se multiplicaram após este BOOM do GSM. Bastava pegar um aparelho qualquer, arrancar o seu chip e vender para outra pessoa ao qual a princípio bastaria trocar o Sim Card sem problemas de sair falando e sem restrições.

IMEI é a solução

Levando em consideração o já citado acima, percebemos o porque de uns tempo pra cá este tipo de roube tem aumentado, mas tem um recurso que podemos nos salvaguardar que está intimamente ligado ao aparelho GSM. Todo aparelho GSM tem um número IMEI, bloqueando este, bloquea-se o aparelho para fazer ligações. O dono pode bloqueá-lo e evitar que seja usado em operações ilícitas. Basta entrar em contato com a operadora e solicitar o bloqueio do chip.

Para inibir o roubo de celulares a ANATEL, o Ministério da Justiça e operadoras do país assinaram um acordo que permite o bloqueio total do celular pelo IMEI. Para quem não sabe, IMEI quer dizer International Mobile Equipment Identity (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) e permite que cada celular tenha um número único, como se fosse um chassi de carro ou um código de série.

O IMEI pode ser encontrado na caixa do aparelho, na bandeja do Sim Card do iPhone ( em outros aparelhos celulares e Smartfones, fica no espaço destinado à bateria) ou digitando *#06# no aparelho. Todo celular habilitado tem seu IMEI registrado em um bando de dados chamado EIR (Registro de Identidade de Equipamentos).

Quando um IMEI é bloqueado, as funções que dependem da operadora como, ligações e conexão com a internet ficam indisponíveis. No caso do iPhone perde-se muito com isso e fica muito mais difícil do bandido passar o aparelho pra outra pessoa. Quem vai querer um celular para usar apenas como agenda, despertador ou GPS?

Bloquear o IMEI é simples

Bloquear o IMEI é a única garantia (diga-se de passagem que hoje, infelizmente tem recursos para liberar o aparelho, embora isso é algo difícil e nem tão barato de se fazer) que você tem de que o ladrão não vai usar seu celular e nem tirar proveito de uma coisa que é sua. Para evitar transtornos, sempre mantenha o IMEI em um lugar seguro. Se você não tem a caixa, anote o número e guarde-o em casa, dessa forma se algo acontecer você tem o que precisa para solicitar o bloqueio.

1° Faça um Boletim de Ocorrência

Se o aparelho foi furtado ou você o perdeu, a primeira coisa a fazer (sempre) é ir até uma delegacia (ou virtualmente) e solicitar um Boletim de Ocorrência – ele é obrigatório para o bloqueio do IMEI. Em alguns estados é possível solicitá-lo pela internet, sendo assim, procure o site da Polícia Civil para encontrar a Unidade Policial mais próxima.

Mesmo que a possibilidade de recuperação do aparelho seja pequena, sempre faça um BO, pois com ele em mãos é possível provar que o celular não estava com você se ele for usado em algo ilícito. Além disso, as autoridades podem saber exatamente o número de telefones roubados e tomar medidas para evitar mais furtos.

2° Converse com a operadora

Com o BO em mãos, entre em contato com sua operadora e solicite o bloqueio do IMEI e, se possível, do chip também. O atendente solicitará a cópia do BO por fax ou e-mail e assim que você enviar, o bloqueio será concluído.

Quando você perder ou tiver o celular roubado sempre (sempre mesmo!) faça um BO. Além disso, bloquear o aparelho é indispensável, pois quanto mais pessoas fizerem isso, menos visados serão os telefones.

#FICADICA 🙂