iPod School

Homenagem a Steve Jobs é lançada online pelo Museu da História do Computador

Lucas FonteneleLucas Fontenele

Hoje, o Computer History Museum lançou uma exposição especial e online da vida do grande visionário da Apple, Steve Paul Jobs. A história descreve as façanhas da juventude de Steve, junto com Wozniack, seus empregos e peregrinações; desde a sua saída até o seu retorno majestoso a empresa que estava quase à bancarrota.

O site da exposição utiliza animações bem bacanas em HTML5, o que permite uma interação com o usuário. Tudo muito bem feito, bem ao estilo Apple de ser, o que nos leva a querer ver mais de uma vez.

Homenagem a Steve Paul Jobs

Com a obra apresentada intitulada de Steve Jobs: From garage to world’s most valuable company (“Da garagem à companhia mais valiosa do mundo”) – o que não poderia deixar de ser mais acertado – o site apresenta também um vídeo de 1980, onde Jobs fala sobre o surgimento da Apple, algo que o cofundador atribuiu à combinação de sorte e habilidade. Por alguma razão louca no universo, duas pessoas de Los Altos e Cupertino, Califórnia, conseguiram querer algo que aconteceu ser o que cerca de um milhão de outras pessoas queriam, disse no vídeo – o qual, infelizmente, só está disponível em Flash. (Trecho via MM).

Assim, além de trazer textos e imagens incríveis sobre a história de Steve Jobs, o site traz ainda links para quem quiser se aprofundar mais no assunto e explorar outras fontes sobre a história da Apple e correlacionados. Um excelente pedida para aqueles que estão chegando agora no iMundo e no mundo da Maçã. Divirtam-se.

[tip]O iPod School deixa você por dentro de tudo que acontece no mundo dos iDevices/Apple, acompanhe-nos no [email protected] curta-nos na nossa Facepage![/tip]

  • JanjaBoy

    Vergonha!
    O Computer History Museum usa flash para os movies. 🙁
    Então eu aqui no iPad nao tenho o direito de ver.
    Como diria o Boris Casoy "isso é uma vergonha" 😉

    • Dorinha

      E eu idem, no meu iPhone tambêm não posso ver 🙁
      Imitando Cazoy; " sso é ima vergonha"