iPod School

Focando em publicidade, Instagram força o “play” automático de vídeos dentro do app

André BazagliaAndré Bazaglia
instagram-etiquette

Conforme adiantamos há exatos 10 dias, vídeos publicitários invadirão, de maneira gradativa, a linha do tempo de usuários do Instagram, o aplicativo de compartilhamento de fotos e vídeos disponível exclusivamente para smartphones.

O que o Facebook, que comprou o Instagram em 2012, quer fazer com a rede social dos admiradores de fotos é potencializar o interesse de anunciantes. E forçar os usuários a assistirem vídeos publicitários enquanto navegam em suas linhas do tempo foi a melhor maneira que a empresa encontrou para garantir ao anunciante que muita gente verá seu vídeo publicitário (ou imagem publicitária). A invasão de anúncios no Instagram está, portanto, agressivamente declarada. O que é mais do que o óbvio que uma empresa que quer manter seu serviço gratuito pode e deve fazer. Facebook, Twitter, Orkut, YouTube, assim como a maioria das outras grandes redes socais, têm, desde sempre, publicidade em forma da exibição de anúncios para os usuários dos serviços funcionando como uma das principais formas de renda da empresa.

Torçamos, apenas, para que a persistência de anúncios não seja na proporção de um vídeo publicitário para cada foto visualizada de alguém que seguimos. Usufruir da publicidade como forma de renda é quase que essencial para uma grande rede social, desde que isso não prejudique a experiência do usuário.

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.

  • Darllan

    Acabou a paz