iPod School

“Crashes” de apps são notavelmente mais constantes no iPhone 5s do que no iPhone 5

André BazagliaAndré Bazaglia
iphone-5s-dourado

Por trás de um design  novo marcado, essencialmente, por novas e atraentes cores e por um sensor biométrico, o iPhone 5s introduz uma das maiores inovações no processador de smartphone dos últimos tempos, apesar da Qualcomm ter afirmado que não. Mas, pelo menos provisoriamente, a estabilidade do processador A7, dentro de aplicativos de terceiros, é questionável.

De acordo com testes precisos e confiáveis feitos pela Crittercism, uma empresa especializada no gerenciamento de performance e estabilidade de aplicativos, o índice de travamento de apps é duas vezes maior no iPhone 5s do que no iPhone 5. A taxa de apps que fecham inesperadamente no iPhone 5s é de 2%; contra o porcentagem de 1% no iPhone 5.

Desenvolvedores podem, hoje, lançar mais de uma versão de seus aplicativos na App Store. Isso significa, na prática, que o mesmo app pode ser compilado em 64 bits para o iPhone 5s e em 32 bits para iPhones, iPads e iPods touch que, por serem mais antigos, são forçados, por hardware, a sempre trabalharem em 32 bits. A Apple garante, desta maneira, que desenvolvedores estejam aptos a lançar apps otimizados para o iPhone 5s nos quesitos desempenho e estabilidade. Minha previsão é que a impressão inicial de que o iPhone 5s é, na maioria das vezes, mais instável, se reverta.

[fonte: AllThingsD]

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.