Press "Enter" to skip to content

Concorrentes da Apple atacam os novos iPhones

A Apple voltou atrás de um mesmo ponto pela terceira vez. Quando o iPhone tinha 3.5″ e outros celulares começaram a crescer, a Apple defendia o ponto que 3.5″ era o ideal e que qualquer outra afirmação referente ao tamanho ideal da tela era falsa. Em 2012, a maçã mordida voltou atrás e defendeu um novo ponto: as 3.5″ não eram mais ideais, e o novo iPhone 5, com suas 4″, era perfeito. A Apple fez até um comercial idealizando as 4″. Em 2014, pela terceira vez, a opinião da empresa mais revolucionária do mundo muda: nem 3.5″ nem 4″, e sim 4.7″ e 5.5″. É uma mudança que eu, particularmente, adorei. Admitir que a tecnologia é dinâmica e não existe o absoluto nela é elegante e colabora para o desenvolvimento de produtos ainda mais incríveis. Foi o que a Apple fez. Ainda assim, concorrentes da gigante de Cupertino aproveitaram a situação para se promoverem.

A Samsung tuítou a seguinte imagem:

A Blackberry também entrou na onda de ataques e republicou um link antigo para uma apresentação em slides no seu blog oficial. Mas os argumentos usados pela empresa canadense foram tão fracos e insuficientes que não explorarei muito o assunto na matéria, mas já adianto, aos curiosos, que alguns dos argumentos da Blackberry para defender seu aparelho foram: o teclado é mais preciso por existir tanto em versões virtuais quanto físicas (isso é redundância desnecessária, não uma vantagem), o suporte ao NFC (a Apple fez melhor com o Apple Pay) e possibilidade de rastreamento do aparelho com o BlackBerry Protect (todas outras fabricantes, incluindo a Google e a Apple, oferecem o recurso para seus aparelhos. Não se sinta exclusiva por fazer o mínimo, Blackberry). A postagem oficial da Blackberry encontra-se aqui.

Conheça os novos iPhones 6 e 6 Plus aqui. Se estiver interessado em ter uma visão mais detalhada sobre o aparelho, assistir estes vídeos pode ser de seu interesse.