iPod School

Análise: iPad Air 2 e iPad Mini 3

André BazagliaAndré Bazaglia

Mais um evento da Apple passou. As novidades, como sempre, foram todas previsíveis. Nada além do que já sabíamos, apesar de uma enigmática pista referente a algo que há muito tempo não era atualizado no convite do evento, fechado à imprensa, que foi conduzido por Tim Cook na sede da Apple.

Os novos iPads Air (2) e Mini (3) foram as principais atrações do evento. Além dele, o Yosemite foi lançado em sua versão final, conforme noticiamos ontem, e o iMac ganhou uma versão com tela Retina, e o Mac Mini uma atualização de hardware. Nesta matéria, contudo, o foco serão os novos iPads – ambos os modelos.

Touch ID

touch_id_large

Já era hora do iPad ganhar uma novidade existente no iPhone desde sua versão 5s: o Touch ID. O sensor biométrico funciona exatamente da mesma maneria que o já implementado nos iPhones 5s e 6: além de desbloquear a tela, o iOS 8 permite algo a mais: ele poderá ser usado como solução de autenticação em aplicativos externos, como o Apple Pay. Integrações futuras com o Facebook e outros apps também são detalhes que podem ocorrer. Sim, é possível que, caso o Facebook desenvolva este tipo de integração, você se logue na rede social utilizando sua digital. O mesmo vale para qualquer outro tipo de serviço que você possa imaginar. A unificação do Touch ID entre todos os aparelhos da Apple abre, assim, diferentes portas.

iPad Air 2

apps_large

18% mais fino (os 6,1 mm lhe garantem o título de tablet mais fino do planeta) e 12% mais potente quando comparado à primeira versão do iPad Air. Além disso, o tablet pesa apenas 435 gramas.

O processador do iPad Air 2 é o A8X.

iPad Mini 3

São, para a versão menor do tablet da Apple, 7,9 polegadas, 5 megapixels de resolução na câmera traseira, filmagem em 1080p e câmera frontal HD.

O processador do iPad Mini 3 é o A7, um pouco inferior que o do iPad Air 2.

Preços e cores

Screen-Shot-2014-10-17-at-5.35.32-am

O iPad Air 2 sairá, no modelo que inclui apenas conectividade Wi-Fi, por US$ 499 na versão de 16 GB, US$ 599 na opção de 64 GB e US$ 700 na de 128 GB. Os modelos com Wi-Fi + 3G são levemente mais caros: US$ 629 com armazenamento de 16 GB, US$ 729 com armazenamento de 64 GB e US$ 829 com armazenamento de 128 GB. Já o iPad mini 3 é a opção mais barata, ainda que tenha um hardware bastante similar ao iPad Air 2, sua tela é menor. O modelo de entrada custa US$ 399.

O curioso é o a convergência do iPad com o iPhone em cada vez mais quesitos. Desta vez, o tablet da Apple ganhou um modelo dourado.

Disponibilidade no Brasil

A homologação do iPad é, em geral, muito mais rápida que a do iPhone. No caso da primeira geração do iPad Air, a homologação pela Anatel ocorreu apenas uma semana após o início das suas vendas nos Estados Unidos. Considerando o prazo para o aparelho, depois de homologado, chegar às terras tupiniquins (que é um pouco maior de um mês), deveremos esperar o início das vendas oficiais dos novos iPads no Brasil entre o final de novembro e o início de dezembro.

Programador, blogueiro, estudante de Engenharia de Computação. Em busca de deixar sua marquinha no universo.

  • Alexandre

    ae André, estou esperando até hoje a resposta de uma pergunta que eu te fiz em um post se de 26/09/2014 às 7:57.

    • Alexandre,

      Qual é o post? Embora eu tente responder o maior número de comentários possível, alguns passam despercebidos.

    • SongBird

      Alexandre, não, você não pode atualizar para a 8.0.2, você agora só pode atualizar para o iOS 8.1 lançado HOJE.
      A não ser que você tenha salvo os SHSH Blobs do 7.1.2 (o que você não salvou, pois nem sequer instalou a versão), é impossível você intalá-lo, a Apple fechou as assinaturas para esta versão uma semana após a liberação do iOS 8.0.

      • SongBird

        instalá-lo*

  • Adriana

    Virge maria, kkk ele ta esperando uma resposta sua desde 26/9.
    E eu, andre? Tou esperando meu chip ha dois anos…
    Andre… Devolve meu chip!
    Kkkkkkkk