Já é quase certo: o iPad mini deve ser anunciado no próximo evento da Apple, dia 23 de outubro. Se tudo for verdade, a apresentação da Apple ocorreria exatos três dias antes do anúncio do Microsoft Surface e do Windows 8 – produtos que são, incontestavelmente, de uma qualidade incrível. Aliás, estão aí duas coisas com que a Apple deve se preocupar: os novíssimos sistema operacional tablet da Microsoft, ambos com um design mágico e inovador, que podem concorrer diretamente com produtos da firma de Cupertino, de maneira muito forte.

A última pesquisa de mercado de tablets que vi foi feita pela ABI Research. De acordo com os dados divulgados no final de agosto, o iPad dominava 69% do mercado de tablets. É um número absurdamente grande para um único produto no gigantesco e competitivo mercado de tablets inteiro. O que levaria a Apple a tentar mexer em algo que ela já domina? Vamos estudar o que está acontecendo dentro da Apple ao longo desta matéria.

 Opinião: iPad mini é mais uma genialidade da Apple para dominar o mercado

De um lado, o iPad; de outro, o Google Nexus 7, o Amazon Kindle Fire HD, os diversos modelos da Asus que cada vez impressionam mais e, por último, o futuro Microsoft Surface. É um fato importante e de conhecimento geral, para qualquer estudante que já concluiu o Ensino Médio, que o Capitalismo faz com que as empresas tenham altos e baixos. Se antes a Microsoft dominava o mercado tecnológico, agora é a vez da Apple, e se esta última abrir espaço, é óbvio que outra gigante tomará seu espaço. Einsten já dizia: “É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio”. É exatamente o que a Apple deve fazer: se aproveitar da sua posição no topo para inovar mais ainda, e principalmente, não descansar.

O que levaria a Apple, então, a deixar de apresentar produtos revolucionários para atender demandas de mercado? O simples fato da empresa já ter feito isso antes, com absoluto e incontestável sucesso.

Sim, a Apple já usou a tática de expandir a possibilidade de aparelhos com a mesma função para não perder mercado no passado. Aconteceu com os iPods. Pense só: como um iPod Classic, de 250 dólares, poderia concorrer com os milhares de tocadores de músicas – muitos de ótima qualidade – mais baratos? Cada produto é atraído por um público diferente, e a Apple sabe disso desde sempre. Daí vieram vários outros modelos de iPods, incluindo o shuffle, por apenas $49. O consumidor via a opção de comprar um artigo de luxo e de qualidade garantida por um preço mínimo, e não perdia seu tempo buscando alternativas na concorrência.

Desde a primeira vez que abordei sobre o evento em que seria anunciado o iPad mini, eu já tinha a opinião formada que o produto chegaria. Mantenho minha posição, fortalecida pelos argumentos apresentados ao longo desta matéria, e espero que a Apple nos surpreenda com este novo modelo do iPad. No entanto, acho super válido aproveitar a oportunidade para incluir a opinião de alguém que é contra o lançamento do iPad mini. O texto a seguir foi extraído de uma conversa minha com o Guilherme Freitas, editor do blog. Todas as falas são dele:

Já disse e repito, o iPad Mini representa a degradação da Apple enquanto essência. Uma ridícula resposta de demanda, totalmente condicionada às soluções já existentes no mercado. É ridículo. O iPad é uno, sólido e plenamente constante. Quando se cria um iPad Mini, fragmenta-se toda uma unidade extremamente forte. Pra Apple, criar o iPad Mini é criar um concorrente para um sucesso de mercado que já é seu. De novo, vou ficar bem chateado se rolar.

Sobre a tentativa de fragmentação, que já ocorre nos iPods e Macs, essas demandas foram criadas pela própria Apple e nasceram num ambiente onde a fragmentação era muito bem vinda. O iPad Mini é uma demanda EXTREMAMENTE específica que atende a um mercado mínimo e, inevitavelmente, se torna concorrente direto do já consolidado iPad. O iPad Mini não tem nenhum beneficio em relação ao iPad comum. Ele não é mais portável, nao tem potenciais recursos exclusivos e, sem duvida, não será vendido a preço de banana. O iPad Mini representa a nova e decadente fase da Apple: atendendo pseudodemandas já existentes para tentar abocanhar mais e mais mercado. BLERG. O que mais criticamos em Androids e em Sul coreanos da vida está invadindo a solidez extrema da nossa querida Apple. Não quero um iPad Note!

Fragmentar a linha Mac e iPod foi uma tendência criada pela Apple que invadiu o mercado. Faz sentido. Cada uma das fragmentações que você citou acima fazem muito sentido e apresentam benefícios próprios. O Air é ABSURDAMENTE mais portátil e requintado que o Pro. O Mac Pro é muito mais poderoso que o iMac. O iPod touch é muito mais “cool” que o iPhone e absurdamente mais barato, mais leve e mais fino. O iPad Mini não terá nenhuma dessas maravilhas. Ele não será nem tão mais leve, nem tão mais barato. Não é mais portátil e, ainda por cima, não tem nenhuma característica especial em relação ao iPad. Não existe intermediário válido entre o iPhone de 4″ e o iPad de 10″. É como uma Strada cabine dupla: o interior não consegue abrigar direito 4 pessoas e a caçamba não consegue levar nem uma bicicleta.

17 respostas para Opinião: iPad mini é mais uma genialidade da Apple para dominar o mercado

  1. Rafael Moreira disse:

    Eu acho que o iPad Mini seria melhor para levar na mochila e andar connosco no dia a dia e também seria muito mais barato do que o iPad 3

  2. NothingFanBoy disse:

    A Apple sabe o que faz! Vamos aguardar o lançamento… E veremos se isso foi um “tiro no pé”

  3. Julio Morbeck disse:

    Não vejo como uma genialidade, mas, vejo como uma forma sim de ganhar mais pedaço do mercado. Embora eu tenha minhas duvidas quanto ao sucesso dele, pois o tamanho de tela atual 9.7 é o ideal para uso no cotidiano.

  4. Junio disse:

    Tenho a mesma opinião do guilherme, pra mim será um produto inútil, não vejo pq comprar um iPad menor, com funcionalidades reduzidas, não há necessidade de um produto intermediário entre o iPhone e o iPad… Agora que o Jobs se foi, a Apple está caminhando forte para ser somente mais uma no mercado, pois ao invés de inovar, ela está dançando conforme a música oriental toca… Foi assim com o iPhone de 4" e agora com o iPad de 7"…

  5. Felipepvb disse:

    Discorco em parte de vc junior. Pois era uma necessidade aumentar a tela do Iphone e não acho que apple esta dançando conforme a música pois se fosse isso o Iphone já teria uma tela de 4,5 polegadas no mínimo, quanto ao iPad eu já acho que apelar pra ganhar mercado por isso eu duvido muito que lance esse iPad mini

  6. Lucas disse:

    No meu caso nao vejo muita serventia para um iPad de 7 polegadas.
    Tudo bem que para locomoção é melhor( em alguns casos), mas como ja citado, parece nao haver nenhuma diferença entre o iPad de 9,7.
    Ja possuo um iPad 3 e acho que só teria vantagem para uma grande parte dos brasileiros se esse iPad vier com um preço razoavelmente baixo.

  7. JanjaBoy disse:

    Tenho que concordar com outros que a ideia de um iPad reader com uma iBookStore é uma coisa ara se pensar.
    Acho que vai brigar com o Kindle, não?

    • Com certeza, diretamente. Mas não sei se a Apple limitaria tanto assim o público-alvo do seu iPad. Acho que talvez tenhamos sim novidades na iBookStore, mas um "iPad reader" é algo mais exagerado, li sobre este rumor por aí também.

  8. Marcel disse:

    Cara. Esse papo de fragmentação por causa de 1 produto a mais que é ridículo. Gilherme Freitas parece que não sabe nem o que é fragmentação, na boa.

    É melhor a Apple criar um produto que até acabe abocanhando parte mercado do iPad 10", mas ganhando uma fatia maior do mercado restante do que esperar algum outro produto menor de outra fabricante fazer isso.

    A Apple seguiu esse caminho pra todos os produtos dela. Lançou um tamanho de tela único e expandiu depois pra 2 ou 3 variações (desktops, notebooks, iPods). Nada mais natural do que acontecer com o iPad também.

  9. Diferente de uma boa parcela de seus próprios maníacos usuários, a Apple produz o que pode ser vendido e não o que é "bonitinho". Se por exemplo amanhã o iPhone começar a dar prejuízo, a solução é simples: será descontinuado.

  10. Juan Sengo disse:

    Steve Jobs sempre dizia que nos devemos ter fome e mais fome

  11. O autor criou toda uma expectativa para o leitor e terminou do nada. Mas, foi muito bem.

  12. Seja sempre louco, esteja sempre faminto!

    By Steve Jobs.

  13. [...] geral dos rumores que cercam o evento, entre eles, o já falado “iPad mini” (uma opinião pessoal sobre o produto já foi publicada também); uma nova versão do iMac totalmente redesenhada; um Macbook Pro de [...]

  14. @undefined disse:

    o guilherme freitas sempre muda minha opiniao, concordo mt com o q ele disse. a apple esta respondendo demandas, n inovando

  15. [...] Com o novo convite liberado algumas horas antes do evento, o principal rumor de que haverá um iPad Mini se fortalece. Mas [...]

  16. [...] e dados técnicos divulgados por terceiros, o novo iDevice foi finalmente lançado e intitulado iPad Mini. Com uma excelente integração com o novo iBooks, ele é voltado para o uso acadêmico e [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>